Democracia e assédio moral nos locais de trabalho

O caso é já muito conhecido. Cristina Tavares trabalhadora da empresa corticeira Fernando Couto de Santa Maria da Feira foi despedida sem justa causa. O caso julgado em tribunal foi favorável à trabalhadora que obrigou a empresa a reintegrá-la no seu posto de trabalho. Sem hipóteses de não cumprir a decisão do tribunal os donos da empresa adoptaram, o que é muito mais comum do … Continue a ler Democracia e assédio moral nos locais de trabalho

Indáqua Vila do Conde Privatizar sai caro

Uma reportagem publicada no JN no passado dia 17 de Setembro dava a conhecer que a Indáqua, em Vila do Conde, está a cobrar a 6700 famílias do concelho mais de 154 mil euros mensais por serviços que não presta. Segundo o JN a Indáqua decidiu cobrar os seus serviços às famílias que tendo disponibilidade de água própria não fizeram ligação à rede pública de … Continue a ler Indáqua Vila do Conde Privatizar sai caro

“Menos Estado melhor Estado” ou a traição à função pública.

Por estes dias assistimos em directo e ao vivo a um coro de vozes indignadas pela falta de recursos e meios humanos na Administração Pública que põem em causa os serviços de que os portugueses carecem. Constatamos que faltam na generalidade dos serviços públicos todo o tipo de profissionais. Faltam enfermeiros, médicos e auxiliares de acção médica no SNS, faltam funcionários judiciais, funcionários na Autoridade … Continue a ler “Menos Estado melhor Estado” ou a traição à função pública.

Apita o comboio?

Há alguns anos que uma canção popular – “Apita o Comboio”- se tornou um ícone de todo o tipo de festas e romarias por este país fora. A sua popularidade creio que se deve não só ao ritmo melódico da canção, muito fácil de trautear, como ainda ao facto da sua letra puxar pelo imaginário de muitos que sempre tiveram um grande carinho pelos comboios … Continue a ler Apita o comboio?

Há 44 anos o país era assim…

“Se não fizeram nada de mal ainda vão fazer”   “Bom dia, vai desculpar-me, mas eu quero apresentar-lhes a minha filha Catarina” (nome fictício). Uma mulher jovem apresenta-nos a filha, de 17 anos, estudante de economia, que nos queria conhecer já que tinha simpatia pelo partido de esquerda por quem nos tínhamos candidatado. “O senhor, eu conheço-o dos cartazes mas à sua esposa há anos … Continue a ler Há 44 anos o país era assim…

Pequenas notícias e grandes proclamações

Na edição de hoje do JN uma pequena noticia, que passa despercebida, chamou a minha atenção. A notícia diz que a delegação dos Estados Unidos na Organização Mundial da Saúde está a chantagear diversas delegações para não proteger a amamentação, procurando defender os interesses da indústria de substitutos lácteos. Esta notícia por si só destrói por completo todas as grandes proclamações feitas reiteradamente por muitos … Continue a ler Pequenas notícias e grandes proclamações

António Costa – No melhor pano cai a nódoa.

Não faltam nos dias de hoje políticos a zurzirem nos populismos que de forma perigosa, por toda a parte, têm florescido como cogumelos em dias de chuva. Porém, no melhor pano cai a nódoa. O Primeiro- Ministro António Costa é tido, muito justamente, por um político sério e com grande capacidade de diálogo. É pois com grande estranheza e estupefacção que tomamos conhecimento das suas … Continue a ler António Costa – No melhor pano cai a nódoa.

O meu visto gold

Sinto orgulho no meu país quando leio testemunhos como este. O testemunho (JN, hoje) é de Daddy Ayas fugido da guerra e de um regime opressor da República Democrática do Congo. Ele diz que “Se estou vivo é porque Portugal me protegeu”. Pretende agora trazer para junto de si a família. Vai conseguir, quero acreditar que o meu país não frustrará as suas legítimas esperanças … Continue a ler O meu visto gold

Concertação ou Cartelização?

De acordo com a definição legalmente consagrada “O Governo e os Parceiros Sociais, isto é, os representantes das Confederações Patronais e Confederações Sindicais, integram a Comissão Permanente de Concertação Social (CPCS) cuja principal atribuição é a promoção do diálogo e da concertação social, com vista à celebração de acordos.” A valorização do diálogo e da negociação pode ser sempre estimulante e desejável já que, quando … Continue a ler Concertação ou Cartelização?